Conversamos com um grande artista e animador brasileiro que produz material para games. Conheça a obra de Michel Victor e saiba como é ser um artista de jogos.

As peças de arte de Michel Victor possuem mais de 2 milhões de visualizações no site DeviantArt, um dos mais conceituados da internet, no mundo!

Michel03

Clique para ver a obra original! (animada)

Michel desenha, pinta, anima e compõe músicas de fundo que acompanham suas obras.

A qualidade da sua arte impressiona tanto que algumas peças chegam a ter mais de três mil comentários de pessoas do mundo inteiro.

Michel01

Clique para ver a obra original!

Apesar do seu portfólio ser composto majoritariamente por imagens de pessoas e personagens, o artista também trabalha muito bem com paisagens e cenários. Michel já foi responsável por produzir toda a arte gráfica de alguns jogos.

Michel02

Clique para ver a obra original!

São muitas imagens de impressionar! Convidamos os nossos leitores para conhecerem a página de Michel Victor no DeviantArt. Clique aqui!!

 

Entrevista com Michel Victor – Artista e Animador

Entrevistamos Michel Victor, artista e animador que produz obras sensacionais e já possui mais de 2 milhões visualizações no DeviantArt. Michel nos contou um pouco sobre sua carreira e como é produzir artes e animações para jogos.

Indie Game: Grande Michel! Obrigado por aceitar o nosso convite, nós agradecemos a sua participação aqui no nosso portal.

Indie Game: Seus trabalhos nos deixam realmente impressionados. Há quanto tempo você desenha e quando decidiu fazer isso profissionalmente?

Michel Victor: Acho que todo artista tem a mesma resposta para isso, desenho desde sempre, desde que tenho minhas primeiras lembranças eu já desenhava e nunca parei.
Desde criança eu sabia que era isso que gostaria de fazer na minha vida, nunca tive dúvidas.
Meus primeiros trabalhos remunerados foram por volta dos meus 15 anos de idade, fazendo websites.

IG: Quanto tempo demora, em média, para terminar uma animação como Gloom ou Dark Throne?

MV: Gloom foi algo excepcional, até hoje tento entendê-lo, pois eu levei cerca de 6 horas para pintá-lo, 2 para animá-lo e 2 para compor a música. Ele é meu desenho mais famoso com quase 400.000 visualizações e quase todas as pessoas tem ele como o favorito de todos os meus desenhos, sendo ele o mais rápido que já fiz até hoje.
Mas a média é em torno de 4 a 5 dias para finalizar tudo, pintura, animação e música.

IG: Além de vendas das suas peças, você também costuma ministrar cursos, workshops ou palestras sobre o assunto?

MV: Eu sou professor universitário e dou aulas para jornalismo e publicidade e propaganda, um dos cursos é Direção de Arte, e lá ensino algumas das minhas técnicas.
Além disso criei um Patreon onde disponibilizo algumas imagens exclusivas, passo a passo das minhas pinturas e crio tutoriais de After Effects, mas todo conteúdo é criado em inglês.
Quanto a palestras e workshops apesar de não fazer com frequência tenho bastante interesse, pois adoro falar sobre técnicas novas e workshops são bem dinâmicos, mas como meu público não é focado no Brasil tenho poucas oportunidades de fazê-los.

IG: Sabemos que os valores podem variar por diversos motivos, mas você poderia dar uma ideia de quanto (uma faixa de preço) que um desenvolvedor de jogos teria que desembolsar para ter sua arte no jogo dele?

MV: Meu principal trabalho que é visto no meu Deviantart tem a finalidade maior de ser uma arte promocional do que utilizados ingame.
De qualquer forma já participei de inúmeros jogos onde criei toda a parte visual do jogo, ingame, promocional e até minha voz já emprestei para a narração de um jogo.
Além disso eu também já criei trilhas sonoras para alguns jogos.
As artes que você encontra no meu Deviantart que assemelham-se com as splash screens do League of Legends, custam por volta de 500 dólares, incluindo animação e música.
Já a música sozinha custa por volta de 150 doláres.
A animação sozinha custa por volta de 150 doláres.

IG: Você costuma fazer trabalhos para outros setores que não estão envolvidos com o desenvolvimento de jogos ou a demanda dos gamedevs já te ocupa demais?

MV: Eu trabalho nas mais diversas áreas, eu já fiz ilustrações para todo tipo de clientes e mídia, capas de livros e livros ilustrados, história em quadrinhos,  ilustração para websites e revistas. Já fiz animações para aberturas de TV e comerciais até animações para hentai eu já fiz.
Além disso eu também trabalho com filmagem, já produzi alguns clipes para bandas e djs, comerciais para TV e até casamento já participei.
Eu gosto de sempre estar fazendo coisas diferentes e sempre quero aprender coisas novas.

IG: Pela característica do  trabalho que vimos, suas peças devem ser mais utilizadas em Titlescreens, Loadscreens e Cutscenes. Você também trabalha com criação de sprites de personagens?

MV: Sim, como havia dito antes, apesar de meu trabalho principal ser esses criados para a parte promocional, eu também crio artes ingame. Road Warrior que obteve mais de 20 milhoes de downloads na Apple Store e Google Play, sua arte visual, animações, efeitos especiais, interface, website e videos promocionais foram criados inteiramente por mim.
Nele também emprestei minha voz onde narro a corrida durante a partida.
Eu também criei algumas das artes do card game da Gree uma empresa gigante japonesa de jogos mobile. Card games funciona muito bem com esse tipo de arte.
Band of Heroes que foi eleito um dos melhores apps de 2013 pela Apple Store, também teve grande parte do visual criado por mim.

IG: Qual a dica que você daria para o nosso leitor que também deseja ser um artista profissional na área de desenvolvimento de games? Em sua opinião, quais passos ele deve seguir?

MV: Eu vou dizer o que eu fiz. Apesar de sempre querer viver disso, eu só fui realmente tomar essa decisão após terminar minha faculdade de Design Gráfico. Depois que terminei a faculdade eu achava que minhas ilustrações não estavam boas o suficiente, então eu entrei no meu quarto e desenhei durante 1 ano sem parar, meu objetivo era consegui criar artes que poderiam entrar nas revistas da Ballistic Publishing da CGSociety. Então eu treinei incansavelmente durante um ano inteiro e devo dizer foi o ano que saíram minhas melhores ilustrações.
Felizmente consegui publicar 5 dos meus desenhos em 2 revistas da Ballistic, onde reúne os melhores ilustradores digitais do mundo. Nesse mesmo ano também tive uma publicação na Zupi, revista brasileira.
Então após eu treinar e ficar satisfeito com minhas ilustrações, minha segunda dica é: ser conhecido.
Para que você possa ganhar dinheiro como artista, você precisa ter fama, então foque em maneiras de promover seu trabalho, em galerias digitais, Facebook e outros lugares, mas tenha em mente que existem milhões de artistas por ai, então lembre-se de fazer algo único, um estilo único ou algo novo que chame a atenção.
Então essa é minha terceira dica: Seja único.
Eu não me considero um grande artista, minha ilustrações são iguais como milhares que eu vejo todos os dias e eu sabia disso desde sempre, foi ai que eu tive a ideia de animá-los pois queria ser diferente, eu queria que quando alguém visse meu desenho, saberia que era meu, saberia que tinha uma identidade e que talvez ele nunca tivesse visto algo como aquilo antes, e funcionou, ganhei grande destaque, não porque sou um pintor talentosíssimo, mas sim porque criei algo único.

IG: Tivemos a oportunidade de bater um papo com Michel Victor, essa figura extremamente talentosa que ilustra nossos games com muita dedicação! Nós, do Portal Indie Game, convidamos todos os nossos leitores para conferir o trabalho desse artista lá na sua página do DeviantArt, e apreciar as suas incríveis peças!

MV: Obrigado Indie Game por esta oportunidade de dizer um pouco sobre mim, continuem fazendo um grande trabalho e divulgando os talentos do Brasil no universo dos games.


  • Gostou desse post? Clique nos botões para compartilhar com seus amigos no Facebook, Google+ ou Twitter!
  • Tem algo a falar sobre a arte de Michel Victor? Comente aqui embaixo!
  • Quer participar dos nossos sorteios de jogos? Clique aqui!!!