Quem é fã da franquia original X-COM (dos antigos mesmo, tipo o Terror From The Deep) precisa jogar Xenonauts. É quase obrigatório.

Muitos jogadores não ficaram 100% satisfeitos com as novas versões da franquia X-COM, bem, se você é um desses, recomendamos que conheça Xenonauts, do estúdio Goldhawk Interactive.

Sobre o jogo:

Os colegas da Goldhawk realmente focaram no clássico e não tentaram inovar, apenas trazer novos conteúdos e melhorias de jogabilidade para uma fórmula de sucesso que foi o primeiro X-COM (1994), jogo que consegue manter muitos fiéis até os dias de hoje.

Basicamente, Xenonauts segue a mesma fórmula:

  • o ambiente do mapa mundi com lançamento de caças para interceptar UFOs (objetos voadores não identificados) e lançar transportes para iniciar missões em terra.
  • o ambiente de batalha com naves, que agora pode ser controlado pelo jogador (ficou muito legal), podendo ter batalhas de até 3 naves aliadas contra 3 naves inimigas.
  • o ambiente de gerenciamento de recursos, que não mudou muito (construção de base, pesquisas, fabricação de itens e naves, customização de naves e de soldados).
  • o ambiente tático das missões em solo, que são as mesmas (UFOs derrubados, cidades atacadas, base alien, base aliada).

O grande trunfo da Goldhawk foi ter facilitado a jogabilidade, dando a opção para o jogador pular partes que ele não gosta (ou não deseja fazer naquela hora) e assim deixar o game mais rápido e mais divertido para diferentes perfis. Por exemplo, se você não quer iniciar uma batalha dos seus caças contra os UFOs que eles interceptaram, você pode simplesmente escolher a opção de resolução automática, que o jogo calcula as suas chances de vitória e dá o resultado na hora.

Outra coisa que ficou bem dinâmico também foi a possibilidade de bombardear um UFO que você acabou de derrubar, ou seja, se você não quiser mandar uma tropa para missão em terra, pode simplesmente mandar um ataque aéreo e acabar com o UFO de uma vez. Claro que, fazendo isso, o jogador não ganha todos os recursos que ganharia se fizesse a missão em terra, mas é bom ter a escolha disponível.

As armas e armaduras são legais. A maioria é apenas uma melhoria de armas ou armaduras anteriores, mas outras são realmente diferentes. É possível, por exemplo, carregar escudos balísticos para não sofrer dano frontal, estratégia que facilita muito a aproximação dos soldados e diminui o risco de perdê-los.

O jogo não é perfeito, claro, mas tem poucos bugs. Uma coisa que não gostamos foi que a aparição de UFOs ocorre toda de uma vez, ou seja, passa vários dias sem aparecer nada, aí depois aparecem 293847239487 UFOs ao mesmo tempo, de uma só vez. Então, tenha muitos caças interceptadores. Também sentimos falta de uma armadura que suportasse  ações de tiro durante o voo do soldado, uma armadura que desse invisibilidade também seria bem interessante.

Visite a página do Steam: http://store.steampowered.com/app/223830/Xenonauts/

Veja o vídeo oficial do game:

 

Concluindo:
Xenonauts é um jogo que não traz consigo algo inovador. Muito pelo contrário, é um jogo “mais do mesmo”, entretanto, é “mais do mesmo” de um “mesmo” que deixou uma saudade que não foi totalmente suprida pelos X-COM modernos.