Crowdfunding é uma alternativa para começar o desenvolvimento de um jogo já com algum dinheiro dos seus clientes. Entretanto, o financiamento coletivo pode se tornar uma grande frustração caso a campanha não seja bem sucedida. Conheça essa modalidade de arrecadação de fundos!

O que é Crowdfunding?

Crowdfunding significa “Financiamento Coletivo” em tradução livre (Crowd = multidão, plateia; e Funding = financiamento). É uma forma de arrecadar uma quantia em dinheiro para começar algum projeto ou ideia.

Os sites mais famosos de crowdfunding são o Kickstarter e o IndieGogo, que são internacionais. No Brasil temos o Catarse e o Kickante, que possuem a vantagem de serem totalmente em português e aceitarem formas de pagamento nacionais, como boletos bancários, cartões nacionais, débito online, etc., mas possuem a desvantagem de restringir o mercado, pois boa parte dos potenciais clientes dos desenvolvedores indie reside fora do Brasil.

Essa modalidade pode ser utilizada para qualquer coisa, mas caiu no gosto dos desenvolvedores de jogos independentes pela possibilidade de iniciar um projeto já financiado, ou seja, com a garantia mínima que o seu trabalho irá valer o esforço dispensado.

Como funciona?

crowdfunding-1

O financiamento coletivo funciona de forma simples: você escolhe um site de crowdfunding, se cadastra e cria uma página com explicações sobre seu trabalho: um vídeo promocional bem bacana, muitas fotos e informações sobre o seu jogo, estipula um valor mínimo para a viabilidade do projeto e cria recompensas para os investidores.

As pessoas que visitarem a página do seu projeto, caso gostem e queiram apoiar, irão escolher a recompensa desejada. Para uma boa campanha, a recompensa deve fazer jus ao montante financiado, ou seja, a pessoa que financiar R$100,00 deve receber uma recompensa bem mais legal que a pessoa que financiar R$20,00. Por isso, deve-se criar diversas faixas de recompensas para dar mais opções ao público. Tenha em mente que você precisará honrar as recompensas, então não prometa coisas mirabolantes, como uma caneca personalizada + uma camisa oficial para quem financiar R$10,00… Considere seus custos, seja coerente!

Alguns sites somente repassam o dinheiro arrecadado se a campanha atingir o valor estipulado, caso contrário, o dinheiro será devolvido aos financiadores. Por exemplo: você estipulou que seu projeto precisa de R$5.000,00 para ser viável. Durante a campanha só conseguiu arrecadar R$1.500,00. Assim, o dinheiro será devolvido aos seus respectivos investidores e nada será repassado para você, e sua campanha será considerada não positiva, ou seja, você não atingiu o mínimo necessário, portanto, não precisará desenvolver o projeto nem honrar as recompensas.

Outros sites possuem opção de repassar todo o dinheiro arrecadado. Por exemplo: você estipulou que o seu projeto precisa de R$5.000,00 para ser viável. Durante a campanha só conseguiu arrecadar R$1.500,00. Esse valor será repassado a você, que precisará desenvolver o projeto e honrar as recompensas dos seus investidores.

Financiamento coletivo dos Indie Games:

cf300sq

Os indie games se adaptaram muito bem ao financiamento coletivo. Um dos grandes motivos para isso é que a recompensa dada aos investidores do projeto pode ser o próprio jogo produzido, diminuindo drasticamente os custos com confecção de brindes. Sem contar que as faixas de investimento mais altas também podem ser recompensadas com o próprio trabalho da equipe de desenvolvimento, como:

  • Nome do investidor nos créditos do jogo;
  • Marca da empresa investidora nos créditos ou início do jogo;
  • Nome do investidor em um personagem;
  • Investidor escolhe alguns aspectos do jogo;
  • Investidor recebe itens únicos;

Essas são recompensas que agregam valor à sua campanha e chamam atenção dos investidores, afinal, para o público gamer valem muito mais do que uma simples camisa ou caneca. Não que você deva descartar esses brindes tradicionais, mas é um convite para pensar no que o jogador do seu game deve gostar mais, considerando os custos que você terá que arcar.

Claro que essas recompensas demandarão trabalho da equipe, e sabemos que trabalho é tempo, e tempo é dinheiro. Entretanto, é muito diferente de sair dinheiro do bolso do desenvolvedor para pagar brindes, afinal, na maioria dos casos, os desenvolvedores começam suas carreiras com quase nenhum recurso financeiro.

Antes de prometer tudo isso, veja quanto você poderá adicionar ao seu jogo sem perder o enredo original e sem criar itens ou personagens desconexos. Ter um personagem personalizado em um jogo bacana é muito legal, mas ter um personagem personalizado em um jogo zoado não é nada legal.

Concluindo:

Embora figure como uma ótima opção de arrecadação de fundos para o desenvolvimento de jogos independentes, o crowdfunding não pode ser tratado como o milagre responsável pelo sucesso do seu estúdio indie. Afinal, se você conseguir emplacar uma campanha bem sucedida, é sinal que seu jogo tem potencial de arrecadar mais dinheiro por outros meios.

Clique aqui para ler nosso artigo especial sobre formas de ganhar dinheiro com jogos!

Deve-se ter em mente também que o financiamento coletivo não é fácil, inúmeras campanhas começam e acabam sem arrecadar um único centavo! É preciso ter uma pessoa (ou um grupo) dedicado somente à essa atividade, sempre disposto a criar novos materiais de divulgação, difundindo sua campanha em sites, blogs, canais de youtube e outros meios para buscar apoiadores.

Caso você não disponha de certa estrutura e paciência, sua campanha de crowdfunding terá grande chance de ser um fracasso.


  • Gostou desse post? Clique nos botões para compartilhar com seus amigos no Facebook, Google+ ou Twitter!
  • Tem algo a falar sobre financiamento coletivo? Comente aqui embaixo!